7.4.14

Acerte na escolha da cortina







    Já faz tempo que as cortinas deixaram de servir apenas de forma de manter a privacidade ou como forma de controlar a entrada da luminosidade numa casa. Hoje, além de escolher cortinas para essas duas funções,  a escolha delas prende-se cada vez mais com a sua vertente decorativa.

Ela é a moldura da decoração.



A decoração de uma casa deve ser pensada afim de criar um espaço harmonioso e confortável, e que, ao mesmo tempo, reflita a personalidade das pessoas que moram nela.  As cortinas modernas podem ser penduradas num varão, cabo de aço ou em um trilho com ponteiras de cristais, acrílico ou de madeira. E suas cores, padrões e estilos de forma a valorizar o espaço onde são colocadas.








Cortinas para a sala
Um dos espaços mais utilizados da casa é a sala, que serve para descansar e trabalhar, receber e etc.  Por isso, é importante criar um espaço bem acolhedor.
Para isso você pode optar por cortinas de materiais leves e transparentes como o linho, a organza, o chiffon, algodão, ou mais pesados, para o caso de ser uma divisão com demasiada luz exterior como a sarja, o shantung de seda ou poliéster, a lona, ou linho puro. 
As cortinas de varão são geralmente a opção mais económica, mas pode apostar em modelos de painel ou de trilho. O tamanho mais recomendado para uma cortina moderna para a sala é do teto ao piso, deixando a barra pelo menos a 1 cm acima do piso para acumular sujeira.



Cortinas para quarto
No quarto, as cortinas funcionam como uma peça chave na decoração que deve ser escolhida tendo em conta vários fatores como, o estilo do dono do quarto e o que se pretende e a luminosidade do mesmo.
As cortinas devem ter o tamanho certo a parede, com apenas um dedo de distância do chão, para evitar que acumule lixo e objetos. Para a escolha do tecido depende muito do estilo que pretende, se o quarto for para um adulto opte por cores neutras que facilmente combinam com outros tons, se o quarto for de criança pode escolher cortinas com desenhos ou optar por cordões ou prendedores originais em forma de borboletas ou do personagem preferido da criança.




Ainda está em dúvida? 
Então confira as dicas do arquiteto Sergio Astrauskiene:
1) Esqueça os modelos pesados, cheios de detalhes e sobreposições.
Aposte nos de efeito suave. Podem ser feitos de seda, voil, linho;
2) É interessante optar por cores neutras e leves, como branca e bege;
3) Dependendo do estilo, é possível dispor de uma cortina escura, desde que
componha o ambiente com peças claras também. Vale lembrar que tons muito
fortes podem desbotar por conta do sol;
4) Cortina floral confere ar romântico. Lisa ou listrada torna o espaço
contemporâneo. Lisa com tecido diferenciado ou com estampa gráfica deixa o
 visual despojado;
5) Salas de home Theater e quartos com TV (sem venezianas) pedem uma
segunda camada de tecido mais grosso para evitar reflexos;
6) Persianas de tecido estão em evidência. Caem bem na sala de estar,
 sala de jantar, quartos;
7) Evite cortinas em banheiros e lavanderias. A umidade favorece o acúmulo
de fungos;
8) Quando for comprar o tecido, exija que seja pré-lavado. Caso contrário,
 a cortina pode encolher na lavagem;
9) Entre as opções de suporte para cortinas a mais prática é o varão.
De fácil instalação, ainda permite retirar os panos sem dificuldades;
10) Uma boa dica para a cozinha é a persiana de PVC ou alumínio.

Gostaram das dicas ? 


Beijos e até a próxima







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe ! Seu comentário é muito importante pra mim.